CORAÇÃO ARTIFICIAL. UMA REVOLUÇÃO NA CARDIOLOGIA

Chega ao Brasil uma proposta terapêutica viável que vai atender um número significativo de pacientes que sofrem de insuficiência Cardíaca Terminal: o coração artificial.
Já implantado aqui em 15 pacientes, esse novo e eficiente modelo – HeartMate II, da Abbott – é um dispositivo de assistência que substitui o ventrículo esquerdo, fazendo o papel de bomba cardíaca. O coração original não é retirado e fica sem função.
Segundo a Dra. Juliana Giorgi, uma das especialistas à frente do programa, esse procedimento revolucionário atende não só aos pacientes infartados com lesões irreversíveis no ventrículo esquerdo, mas também aos pacientes que vivem um quadro de cansaço irreversível e até disfunção cognitiva; e aos adolescentes e jovens que – por efeitos causados por um tratamento quimioterápico, pelo abuso de anabolizantes, ou como resultado de cardiopatias congênitas – se tornam vítimas de insuficiência.
Ainda segundo a Dra. Juliana, a técnica não substitui o transplante, mas é uma ponte para ele. O fato é que, para a maioria dos pacientes que recebem o dispositivo, a uma sensível melhora na qualidade de vida, principalmente para aqueles que hije se encontram preso a uma cama.
Como a própria Dra. Juliana costuma colocar “O coração artificial é uma segunda vida”.

×